Sobre a edição

Objetivos:

A presente edição crítico-genética do Romanceiro de Almeida Garrett pretende:

  • Reproduzir, recorrendo à reconstrução ope ingenii, o último plano editorial conhecido de Garrett para o Romanceiro, que se encontra plasmado na p. XLV da “Introdução” ao II tomo do Romanceiro, em 1851, do qual o escritor só chegou a publicar os dois primeiros livros.
  • Proporcionar textos rigorosamente estabelecidos, desígnio que entendemos não dever ser exclusivo das edições críticas hiperespecializadas e ainda pouco comuns no espaço cibernético.

Metodologia:

A partir da adoção do conceito já longínquo mas sempre eficaz de “lectura asistida” formulado por Pedro Sánchez-Prieto Borja (2003) possibilitar-se-á ao leitor a escolha entre diversos níveis de leitura, o que converge com a ideia de que a edição pode ser dirigida a vários tipos de leitor. Trata-se de um desiderato que a edição crítica em papel não pode assumir, devido às intrínsecas limitações tecnológicas associadas à sua própria materialidade.