A filologia digital em discussão: novo recurso Garrettonline

Resumo: Encontra­-se em preparação, desde 2013, a edição crítico-­genética digital integral do Romanceiro de Almeida Garrett. Trata­-se de um projeto que pretende reproduzir os 99 poemas e os respetivos paratextos que compõem atualmente o corpus romancístico do poeta, após a recente integração dos materiais manuscritos oriundos da Coleção Futscher Pereira, descoberta em 2004. O estudo prévio do corpus revelou-­se vital para o desenvolvimento do projeto, na medida em que enuncia os problemas com os quais se enfrentará o editor, já que explicita as idiossincrasias do Romanceiro garrettiano, uma obra que tem vindo a interessar sobretudo os estudiosos da literatura tradicional mas cujo alcance extrapola, acreditamos, esse domínio de pesquisa. Através deste estudo pretende­-se, por um lado, abordar as estratégias ecdóticas adotadas e, por outro, discutir o mapeamento da edição digital do Romanceiro.

Palavras-chave: Almeida Garrett; Romanceiro; edição crítico-­genética; filologia digital; Romantismo.

Referência completa: Sandra Boto, “A filologia digital em discussão: o caso da edição do Romanceiro de Almeida Garrett” in Mirian Tavares e Sandra Boto (coords.), Digital Culture – a State of the Art, Col. Humanitas do CIAC, Coimbra: Grácio Editor, 2018, pp. 17-34.

Download (PDF, 325KB)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *